ABUSO DE PODER – Decisão da Justiça Eleitoral torna Gustavo Feijó inelegível por oito anos

O ex-prefeito de Boca da Mata Gustavo Feijó tornou-se inelegível. Foi o que decidiu a Justiça Eleitoral de Alagoas no processo que investigou abuso de poder econômico nas últimas eleições. 

Segundo a magistrada Paula de Goes Brito Pontes, além da inelegibilidade por oito anos, Gustavo Feijó foi condenado a pagar uma multa de R$28.110,00. No entanto, ainda cabe recurso.

Já o atual prefeito, Bruno Feijó, sobrinho do ex-gestor, foi condenado a pagar uma multa de R$1.100,00.

Isso porque a juíza declarou que não se pode concluir que o então candidato Bruno Feijó tenha tido participação no discurso levado pelo tio.

A prática de abuso de poder econômico foi em decorrência a feitos durante a campanha, como reformas, entregas de bolas, cadastros de cestas básicas, etc.

Sentença
Botão Voltar ao topo