LEGISLATIVO COMPETENTE – União da Câmara de Vereadores garante avanços sociais em Maceió

A eleição por unanimidade do presidente Galba Netto (MDB) para continuar no comando da Câmara de Vereadores no biênio 2023/2024, de forma antecipada, foi um feito histórico para o parlamento municipal. Para o presidente o mais importante é que isso representa a união da Casa, beneficiando a população uma vez que o diálogo com o município também permanecerá integral. De estilo conciliador, Galba sabe da origem de todos os colegas, suas ideologias e aspirações. Por isso está disposto a respeitar a pluralidade de idéias e a liberdade de expressão.
“Uma casa unida com poder articulado é bom para todos, principalmente para a sociedade que terá a certeza que atuaremos juntos na busca das soluções dos problemas que a cidade possui. Significa também maturidade dos vereadores que compreenderam que divididos perderíamos um espaço político importante. Somos uma casa plural com pessoas de origens e ideologias diferentes, mas que temos uma missão maior que é representar a sociedade e atender suas demandas”, considera Galba.
Diante da nova realidade, demonstrou saber do peso político de sua eleição e o quanto vai reverberar em sua trajetória, já que o pai, o deputado Galba Novaes (MDB) teve atuação destacada na casa por quatro mandados, sendo um deles como presidente mantendo uma tradição política iniciada com o avô, Galba Novaes.
Galba lembrou que mais do que estar diariamente no plenário que homenageia o primeiro político da família, tem a responsabilidade de ampliar articulações, projetar o poder, mas também fazer política de forma ética e ouvindo todos os lados.
“Atuação institucional da Câmara é fundamental para a população. E essa compreensão tenho desde cedo pois vi que o vereador é mais abordado, cobrado e as pessoas contam com nosso trabalho para resolver mais rapidamente o seu problema e melhorar a qualidade de sua vida. Aprendi isso e principalmente que política não se faz só. Por isso construímos apoios que acabassem com a divisão inicial que existia na casa”, lembrou Galba.
Balanço
O presidente lembrou ainda que a Câmara discutiu com cuidado temas relevantes como as várias indicações para a solução de problemas nos bairros da cidade, na área de saúde no que se refere a pandemia e também até mesmo sobre o seu próprio do parlamento. Com apoio da mesa diretora conseguiu evitar gastos de quase R$ 2 milhões de reais nos primeiros três meses de sua gestão.
“Conseguimos ajustar nossas contas com o apoio da mesa, mas também a compreensão de todos os vereadores. Foram muitos dias de diálogo, principalmente com os prestadores de serviços. Conseguimos reduzir praticamente todos os contratos e otimizar os recursos que tínhamos”, lembrou Galba.
Galba acrescentou que a redução do recesso, em 30 dias, tema que parecia “tabu” no parlamento foi debatido com o cuidado e a responsabilidade que necessitava. Depois do projeto apresentado pelo vereador Leonardo Dias (PSD) que propôs a mudança ele foi se construindo junto aos vereadores e foi aprovado por unanimidade.
Os vereadores também se debruçaram sobre um tema antigo e polêmico que era o rateio dos precatórios do antigo Fundef e, juntamente com a Prefeitura Municipal de Maceió e os professores da rede municipal conseguiram um entendimento.
A educação, que foi duramente afetada pela pandemia, contou ainda com o apoio da casa para a aprovação do Cartão do Bem, que vai viabilizar o repasse de recursos da ordem de R$ 70 e R$ 100 para famílias dos estudante da Rede Municipal.
Botão Voltar ao topo