PALMEIRA DOS ÍNDIOS – Julio Cezar pretende usar candidato do PSL como laranja

As eleições, em Palmeira dos Índios, prometem esquentar após o carnaval, quando se definem as candidaturas após o término do prazo eleitoral para filiação partidária e quando secretários municipais deixam os cargos nas gestões para disputarem o pleito eleitoral.

Por enquanto, a oposição ainda não se definiu quanto ao lançamento de candidaturas majoritárias, porém os  governistas já decidiram como vão marchar para o desafio nas urnas.

E, por incrível que pareça, a situação sairá dividida. Isso mesmo, terá dois candidatos ao cargo de prefeito em Palmeira dos Índios. Trata-se do atual gestor Julio Cezar (PSB) que tentará a reeleição e do atual secretário municipal de Esportes, Flávio Targino, presidente do diretório municipal do PSL, que por conveniência de Júlio Cezar deixará a gestão em dois de abril para anunciar sua pré- candidatura.

O objetivo  do atual prefeito é colocar Flávio Targino – de menor potencial de votos – como “laranja” para dividir a oposição. Segundo informações, na avaliação do atual prefeito Júlio Cezar, se Flávio Targino tiver – por exemplo – mil votos – essa votação ajudaria-lo a diminuir os votos da oposição.

O difícil vai  ser conseguir convencer o eleitorado palmeirense dessa “dissidência”, quando parentes e agregados do futuro pré-candidato ainda estão pendurados no cabide de empregos da prefeitura e não houve rompimento político algum entre eles.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é que até agora a oposição não se pronunciou oficialmente sobre candidaturas – apenas especulações de nomes por conta da movimentação partidária – contudo o atual prefeito já pensa em subtrair votos da oposição com um “laranja” com receio de uma iminente derrota eleitoral.

Vale ressaltar que desde a última eleição, a candidatura laranja é punível em lei e os envolvidos podem sofrer sanções da Justiça Eleitoral. (Por Roberto Gonçalves)

Botão Voltar ao topo