MACEIÓ EM GUERRA: Historiador Geraldo Majella lança livro no próximo dia 5

A exclusão social é um corte marcante em sua obra ao identificar como os moradores da capital foram alocados no território e como as classes média e a elite construíram uma cidade onde os pobres, negros escravizados e em seguida os trabalhadores tiveram permissão para morar.

O sociólogo Fernando Rodrigues, professor da UFAL, afirma que o livro “trata desde o desenvolvimento urbano e lutas pelo poder administrativo e econômico no século XIX, até a ocupação recente de grotas e favelas de lona”.
Fernando Rodrigues, fala ainda que é na segunda parte do livro que o autor “ao tratar do ciclo do surgimento e declínio do crime de mando, do sindicato do crime e da gangue fardada e do quanto isso marcou o processo de redemocratização”.

A professora Suzann Flavia Cordeiro, professora da Ufal, diz que o livro é dividido em três partes e que Majella contextualizou historicamente a construção da uma cultura de segurança urbana a partir de atuações e interesses familiares especializados, na primeira parte, a atuação dos três poderes consolidada a partir destes vínculos históricos e a consequente institucionalização da violência, na segunda parte, e, por fim, as espacializações cambiantes que nos apontam para um futuro cada vez mais certo, baseado em atuações e políticas incertas, que multiplicam a violência que vivenciamos hoje, na terceira parte”, conclui.

Serviço:
Noite de lançamento do livro Maceió em Guerra: exclusão social, segregação e crise da segurança pública
Dia: 05 de dezembro (quinta-feira)
Horário: a partir das 19 horas
Local: Avenida Amélia Rosa, 188
Armazém Guimarães, Jatiuca

Botão Voltar ao topo