Obras inacabadas: PF busca por construtoras envolvidas com lavagem de dinheiro em AL

Policiais federais cumpriram 22 mandados de busca e apreensão em Alagoas, nos municípios da Barra de São Miguel, Pariconha e Dois Riachos.Os agentes buscam desarticular quadrilha envolvida com crimes de fraude em licitação, peculato, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Cerca de 80 agentes estão envolvidos na operação Playground Nordestino, que envolve ainda os municípios de Paulo Afonso e Glória, Chorrochó, na Bahia e Brejo do Cruz, na Paraíba. As penas pelos crimes praticados pelo grupo criminoso pode chegar a 40 anos de prisão.

Duas construtoras teriam deixado obras inacabadas em algumas cidades alagoanas e baianas. O prejuízo estimado aos cofres públicos seria de 1,6 milhões de reais, contudo as perícias nas obras podem detectar um cenário ainda pior, tendo em vista que os contratos celebrados com os entes públicos são da ordem de mais de 13 milhões de reais.

As apreensões decorrentes desta Operação serão devidamente formuladas e juntadas ao Inquérito Policial que está em andamento na Polícia Federal em Alagoas.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo