Rodrigo Cunha e Carimbão deixaram uma das maiores dívidas de campanha, aponta TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) evidenciou que o deputado federal Givaldo Carimbão (Avante), que não se reelegeu e o deputado estadual e senador eleito Rodrigo Cunha (PSDB) são os maiores devedores entre os concorrentes aos cargos no País.

Entre os candidatos que disputaram o Senado, Rodrigo Cunha deve R$ 877 mil, já que gastou R$ 2,8 milhões  e arrecadou aproximadamente R$ 1,8 milhão.

Já o deputado Givaldo Carimbão,  deixou o maior déficit entre todos os concorrentes à Câmara Federal, no valor de R$ 741 mil. Na página de prestação de contas do deputado no tribunal, ele arrecadou pouco mais que R$ 428 mil, teve despesas superiores a R$ 1,1 milhão e pagou apenas R$ 379 mil.

Na lista de devedores, aparece também o governador reeleito Renan Filho (MDB), com uma dívida de campanha de R$ 1,69 milhão. Do valor gasto: R$ 2,47 milhões, ele só arrecadou  R$ 780 mil. Por com disso, Renan possui a quinta maior quantia a ser paga entre todos os candidatos que disputaram governos estaduais.

Os candidatos endividados devem encaminhar um cronograma de pagamento da dívida ao próprio tribunal junto com a prestação de contas, e caso a dívida persista, passará a ser considerada no julgamento das contas do partido do candidato.

Botão Voltar ao topo