Fique por dentro: você já conhece os suplentes dos candidatos ao Senado?

Nos últimos anos, o Brasil já experimentou o que é ser governado por vice-presidente e o quanto é importante estar atento aos vices e suplentes, já que a qualquer momento, o senador eleito pode se afastar do cargo. Então, conheça os suplentes que dos senadores mais cotados.

Rodrigo Cunha (PSDB), primeiro colocado nas pesquisas, escolheu Eudócia Caldas como primeira suplente. A decisão de Cunha contrariou o presidente do seu partido, o prefeito de Maceió Rui Palmeira, já que Eudócia foi investigada pela Controladoria Geral da União (CGU) por uma série de irregularidades, como: desvio de dinheiro público e compra de votos quando foi prefeita no munícipio de Ibateguara.

Já Maurício Quintella (PR), além de ter sido condenado por desvio de merenda escolar, escolheu como seu primeiro suplente, o empresário Luiz Romero Farias, irmão de PC Farias, que assumiu o cargo de tesoureiro do ex-presidente Fernando Collor e que foi peça chave no escândalo de corrupção conhecido como “esquema PC.

Benedito de Lira (PP) escolheu como sua suplente a médica arapiraquense Lucia Teófilo. É primeira vez que Lucia entra em uma disputa eleitoral. Ela dedicou a vida a com trabalhos na área da saúde no estado. Segundo Lira, a escolha foi para mostrar a força da mulher e a representatividade dela dentro da vida política.

Renan Calheiros (MDB) escolheu como primeiro suplente o presidente do CSA Rafael Tenório. Ele é o candidato mais rico nas eleições de Alagoas e que acumula mais bens. Sendo 59 apartamentos, 10 terrenos, 9 casas e outros 25 registros de bens e imóveis. No site do DivulgaCand o empresário declarou um total de R$71.251.493,33 em bens.s

 

Botão Voltar ao topo