Sessões canceladas por falta de vereadores em Arapiraca podem complicar pautas

Dos 17 vereadores que integram o a Câmara Municipal de Arapiraca, apenas seis, marcaram presença em plenário na noite dessa terça (22). A primeira sessão ordinária da semana então, foi cancelada.
Levando em consideração a rotina da Câmara, as sessões só acontecem duas vezes na semana, e raramente nas quintas-feiras. Enquanto isso,  a cidade de Arapiraca enfrenta sérios  problemas que deveriam estarem sendo colocados em pauta e discutidos pelos vereadores. Um deles, de conhecimento público, é a polêmica entre marchantes e a empresa terceirizada de abate de gado: a FrigoVale.
A categoria está realizando protestos desde a semana passada na busca da abertura de um dialogo com dirigentes da empresa no objetivo de reduzir o alto preço do abate cobrado pela empresa. Segundo os marchantes os preços são abusivos e não correspondem com a realidade da economia local.
Na última sessão ordinária,  dois vereadores da base de sustentação do prefeito, Fabiano Leão e Willomack da Saúde, acusaram a Superintendia Municipal de Transporte e Trânsito – (SMTT) de está promovendo uma verdadeira indústria de multas, sacrificando e penalizado a população de Arapiraca e pediu a “cabeça” do superintendente do órgão.

 

 

 

  • Com blog Roberto Gonçalves
Botão Voltar ao topo