Primeiro deputado estadual eleito deve sair com no mínimo 55 mil votos, diz Carimbão

É a partir do contato direto com a população e da avaliação da estrutura de campanha dos candidatos que o deputado federal Givaldo Carimbão (Avante) promete antecipar, no final deste mês a relação dos prováveis eleitos para a Assembleia Legislativa de Alagoas nas eleições deste ano.

O deputado disse ao Blog do jornalista Edivaldo Júnior que para fazer o primeiro deputado, uma chapa precisa atingir o quociente entre 55 mil e 60 mil votos. Nesta eleição, a coligação que não atingir o quociente tem direito a disputar vagas nas sobras, já as demais não devem eleger estaduais. A diferença de cálculo de vagas vai depender das “sobras” de cada chapa.

Ao todo são 27 vagas, mas ainda no final do mês ele deve apresentar os 30 possíveis nomes aos postos. Para formar a lista, Carimbão está definindo quantos deputados cada coligação deve eleger. Depois, ele vai apontar os prováveis nomes de cada coligação.

Para ele a coligação: Avança Mais Alagoas 2 formada por MDB, SD, PR, PTB, PHS, PSD, PMB, PRP, deve eleger de 10 a 11 estaduais, já a “Alagoas Com o Povo 1” deve colocar 6 a 7 deputados pelas legendas DEM , PTC, PSDB, PP, PSB , PSC,  PROS, PRB deve eleger de 6 a 7 deputados.

Npo caso da coligação Avança Alagoas formada por PDT, PMN, Avante e PODE deve fazer de 3 a 4 estaduais. Chegando no final da lista temos a aliança: Alagoas Que O Povo Quer  com PCdoB, PT e PV que deve eleger de 1 a 2 parlamentares na ALE.

O Círculo Democrático composto pelo PRTB, PPS e DC mais 4 a 5 e a coligação Muda Alagoas de Verdade formada pelo PSL, PATRI e PPL deve eleger de 0 a 1.

Botão Voltar ao topo