Bancada da Assembleia Legislativa pode ter oito mulheres eleitas

Das 27 vagas disponíveis na Assembleia Legislativa, oito podem ser ocupadas por mulheres, segundo analistas políticos. A expectativa está baseada na participação feminina nas eleições deste ano, que será maior não apenas pelas regras que impõem aos partidos um mínimo de um terço de candidatas nos cargos proporcionais

Querem continuar na casa as deputadas Jó Pereira e Thaise Guedes, e a ex-deputada Flávia Cavalcante que está disputando mais uma vez o cargo. Fora elas ganharão espaço esse ano novas candidatas ao pleito, entre elas estão: Cibele Moura, Fátima Canuto, Ângela Garrote e Célia Rocha.

Para a Câmara Federal os nomes são da vereadora Tereza Nelma e a ex-senadora Heloisa Helena. No senado a situação se repete, pelo menos duas mulheres podem ser eleitas como suplentes. Isso porque quatro dos principais candidatos ao Senado (Renan, Benedito, Maurício e Rodrigo) tem pelo menos uma mulher, cada um, como suas suplentes.

 

  • Com informações do Blog do Edivaldo Júnior
Botão Voltar ao topo