Leilão de reserva pode impactar R$ 1 bilhão na conta de luz

Políticos da região Nordeste, e empresas do setor de óleo e gás têm pedido pela realização do leilão que, caso ocorra, pode acrescentar mais R$ 1 bilhão à conta de luz do país.
A proposta é construir várias térmicas com capacidade para gerar entre 1.500 e 2.500 MW.
Para isso, seria preciso fazer o chamado leilão de reserva: tipo de certame em que o governo compra a energia que será gerada para viabilizar o empreendimento e repassa os custos para a conta de luz de todos os consumidores -famílias e empresas.
Esses custos são estimados, por baixo, em R$ 1 bilhão. Não há, porém, consenso técnico sobre a necessidade dessa energia.
O último leilão de reserva, marcado para dezembro de 2016, foi suspenso por ter sido considerado desnecessário.
Com a economia se arrastando, o consumo de lá para cá não cresceu nem 2%.
No entanto, defensores argumentam que há risco de desabastecimento por causa da prolongada seca no Nordeste.Por isso o país precisa investir na autossuficiência regional.
As usinas entrariam, por exemplo, quando os ventos ou a irradiação solar estiverem em baixa. A economista, porém, afirma que o leilão de reserva, com maior alta ao consumidor, não é o mecanismo ideal para a contratação.
Botão Voltar ao topo