Trio é preso por manter aves nativas em cativeiro para comercialização ilegal

Três homens foram presos nesta quinta-feira (28), em Marechal Deodoro, com 70 aves nativas que seriam vendidas ilegalmente.

Eles foram identificados como José Reinaldo da Silva, de 46 anos; Aloísio Rodrigues da Silva, de 66 anos; e José Mamedes dos Santos, de 68 anos.

A polícia efetuou a prisão através de denúncias anônimas feitas ao Batalhão Ambiental que, acionou o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) para a apreensão das aves.

Aproximadamente 18 espécies estavam em condições precárias num cativeiro dentro das casas dos acusados. Entre as espécies estão: Sabiá, Azulão, Papa-capim, Tico-tico, Mané ganso, Sangue-de-boi, Craúna, Guriatá, Garibalde, Papa-pimenta, Sibite, Piriquito Nativo, Xexéu Bananeira, Galo de Campina, Bem-te-vi, Papa ativa, Canário-da-terra e Vivi.

O valor da multa por cada pássaro é de R$ 500. O trio foi encaminhado à 17º Delegacia de Marechal Deodoro.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo