Com prefeito afastado por agressão, vice toma posse em Maribondo

O vice-prefeito de Maribondo, Carlos Sérgio Marques, o Serginho (PRTB), assumiu, nesta quarta-feira (19), a Prefeitura da cidade depois da prisão do prefeito eleito,  Leopoldo César Amorim Pedrosa (PRB), suspeito de violência doméstica. O município estava há 21 dias sem um gestor no Executivo.

Leopoldo foi preso no dia 28 de junho, em uma fazenda na zona rural do município. Ele foi licenciado por 60 dias após determinação, na terça (18), da juíza Juliana Batistela Guimarães de Alencar de que a Câmara de Vereadores deliberasse sobre a situação. A casa tinha 24 horas para convocar uma sessão extraordinária.

Carlos Sérgio, que já havia impetrado mandado de segurança cobrando a resolução do impasse, tomou posse às 10h. Antes da decisão, ele chegou a afirmar que os vereadores estariam se negando a empossá-lo no cargo de prefeito, deixando Maribondo sem gestão por quase um mês.

O prefeito foi detido pela Polícia Civil acusado de agredir a esposa, Meiry Emanuella de Oliveira Vasconcelos, e a sogra. A defesa de Leopoldo alegou falta de provas e pediu a liberdade do gestor, mas o Tibunal de Justiça de Alagoas manteve a prisão.

Leopoldo Pedrosa foi preso no último dia 28, em uma fazenda na cidade
Leopoldo Pedrosa foi preso no último dia 28, em uma fazenda na cidade
Botão Voltar ao topo