Alagoas tem 15 casos suspeitos de leptospirose

As chuvas fortes que atingiram Alagoas no final do mês de maio geraram prejuízos às cidades que vão além dos danos à infraestrutura. O alagamento de ruas e casas em vários pontos do Estado fez o número de casos suspeitos de leptospirose chegar a 15 só no período pós-chuvas (de 30 de maio a 10 de junho). Desses casos suspeitos, 3 pessoas morreram.

Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas, que indica ainda que os pacientes que morreram são das cidades de Atalaia, União dos Palmares e Maceió. Trata-se de uma mulher de 60 anos, um homem de 16 anos e um de 32 anos.

O atendimento a esses pacientes foi realizado no Hospital de Atalaia, na Upa do Trapiche, no HGE e em mini pronto-socorros de Maceió.

Eles começaram a ter os sintomas da doença nos dias 2, 4 e 5 de junho, respectivamente. Todos tiveram material biológico coletado para análise e confirmação do diagnóstico.

Casos suspeitos

Dos demais pacientes com suspeita da doença, três receberam alta. Um é morador de Capela, um de Marechal Deodoro e um de Atalaia. Dos 9 ainda hospitalizados, um é de Coruripe, um de Atalaia e 7 de Maceió, sendo que um desses está internado na UTI.

Botão Voltar ao topo