Prefeituras vão indenizar vítimas de acidente com ônibus escolares

As Prefeituras de Teotônio Vilela e Junqueiro informaram por meio de nota veiculada junto á imprensa, nesta quinta-feira (4), que pretendem indenizar as vítimas sobreviventes e familiares dos mortos no grave acidente ocorrido no último dia 30 de março, quando dois ônibus escolares pertencentes aos dois município colidiram frontalmente em trecho da rodovia estadual AL-110, em São Sebastião, matando sete pessoas e deixando dezenas de feridos.
A manifestação se deu por meio das procuradorias dos municípios em função da má repercussão surgida após a informação divulgada pela Defensoria Pública do Estado de Alagoas (DPE/AL) de que as Prefeituras não quiseram aceitar um acordo para reparar os danos causados às vítimas da tragédia.
Segundo a DPE, uma reunião ocorrida na última quarta-feira (3), com o intuito de firmar um acordo para indenizar as vítimas não tinha surtido o efeito esperado, dando a entender que a reparação dos danos não seria promovida.
No entanto, o discurso mudou e os gestores municipais reconheceram a necessidade de que o pagamento das indenizações fosse concretizado, mas fizeram uma ressalva para que isso ocorra.
“O que os municípios se negam, e tal negativa vem das próprias orientações das Procuradorias Municipais, é não efetuar acordos financeiros propostos pela Defensoria Pública, que de forma impessoal, tenta atribuir valores (diga-se preços) aos infortúnios e desgraças infringidos às vítimas do acidente”, diz a nota.
Além disso, os gestores reairmam o compromisso em apoiar as vítimas e seus parentes, ressaltando que desde o dia da tragédia, estão oferecendo diversos auxílios, tanto materiais quando psicológicos.
(Com Assessoria)
Botão Voltar ao topo